MÃE DE GATO

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

A HISTÓRIA DE LEÃOZINHO

















Olá, Amigos, Bom Dia, Boa Tarde, Boa Noite!
Vamos iniciar as histórias de cada um, com Leãozinho, que foi o último resgatado, e que nos deixou para ir para o outro lado da vida, no dia de Natal. Foi mais um anjo para o céu, e ficou um a menos na terra. Há uns 7 meses, o Leãozinho, apareceu na porta do Gatil, e miando muito, e encarando Gardelito bem nos olhos, pediu socorro.Estava todo cheio de sarna, sarna de ouvido, pneumonia, pulgas, etc.Levamos à Dra. Renata, que o medicou, durante cinco dias. Ficou ótimo, lindo, gordo e bonito. Sua personalidade, muito humilde, encantou a todos, especialmente, nossos queridos amigos e colaboradores, Sidney e Marisa, que prontamente, se apadrinharam dele.Marisa o levou para ser castrado, e fazer biopsia de dois grandes caroços nas bochechas. O resultado, foi que era uma fibrose, por muito hormônio. Depois de uns 30 dias, ele começou a perder peso, e ficar muito magrinho. Seu apetite, sempre foi bom. Apesar de comer bem, além da ração, fígado de frango, peito de frango, ração em latinha especial americana, trazida por nossa amiga Leiko, e mais medicamentos, continuava a perder peso.Dra. Renata, fez exame de sangue, e constatou uma virose desconhecida, com alta taxa. Fez de tudo, soro por 10 dias, com coquetel de vitaminas, mas não deu resultado. Achamos que ele deveria estar com a doença emcubada, e quando foi castrado, caiu a imunidade, e a doença o levou. Nosso querido Leãozinho, nos deixou muitos ensinamentos, em especial, a humildade e o amor. Na manhã de Natal, as 9:30, ele se foi. Mas antes, quis se despedir de seu querido protetor, que quando se abaixou perto dele, viu como ele levantou a cabecinha e a pata direita, para se despedir. Foi muito emocionante. Deixou marcas de sua passagem em nossas vidas. Adeus, querido Amigo.Sabemos que você está vivo mais do que nunca, e curado, e um dia, estaremos juntos! Mary e Gardelito

2 comentários:

Fabio Paiva disse...

Mary,

infelizmente o Leaozinho encontrou vcs um pouco tarde demais.

Não podemos salvar todos mas temos o "privilégio" de conviver com aqueles que cruzaram nossos caminhos.

Beijos

Adinei disse...

Esta história me emocionou, e muito. Tive um caso semelhante com um filhote que ficou conosco por 2 dias. Ao tentar recuperá-la, encaminhei a uma operação ao qual ela veio a falecer. Hoje, possuimos 3 gatinhas lindas e saudáveis, graças a Deus.